Cuidado com as interações medicamentosas

 

É certamente fácil de entender que o vasto leque de possíveis interações medicamentosas está muito para além do conhecimento da população em geral, e até médicos e farmacêuticos recorrem ao Physician Desk Reference ou a múltiplos programas online para se certificarem que certas combinações de medicamentos são ou não seguras. Todavia, alguns medicamentos são de uso comum e até de venda livre, e como tal covém retransmitir estas informações básicas que encontrei num artigo do boletim mensal da AARP (Associação Americana de Reformados).
Começando pelos comuns anticoagulantes, que muitos tomam para evitar problemas cardíacos ou circulatórios, como a heparina, varfarina, e vários outros mais recentes, o leitor deve ter cuidado com o uso concomintante de aspirina ou agentes anti-inflamatórios não esteróides como o ibuprofeno ou naproxeno. O tomar estes medicamentos juntos pode causar aumento do risco de hemorragia. Consulte sempre o seu médico, mas o acetaminofeno (Tylenol®) pode ser mais seguro.
Para os que tomam medicamentos para dormir (Zolpidem, triazolam, e outros), antidepressivos (mirtazapina, fluoxetina e demais), tranquilizantes (diazepam, alprazolam, etc) ou medicamentos para dores como a gabapentina, devem abster-se de tomar outros medicamentos para dormir, nomeadamente difenilhidramina – Benadryl®- ou clorofeniramina, que podem também estar presentes em medicamentos contra as constipações. A acumulação do efeito destes medicamentos pode causar dificuldade em se manter alerta durante o dia, e causar quedas ou acidentes de viação. Para sintomas de gripe ou constipação devem usar loratadina, cetrizina e outros, ou um spray nasal com esteróides.
Para os leitores que tomam medicamentos para baixar a tensão (pressão) arterial, como diuréticos, bloqueantes dos canais de cálcio, beta-bloqueantes e inibidores ta ECA (ACE), o tomar simultaneamente certos descongestionantes como a pseudoefedrina, fenilefrina, ou oximetazolina o efeito anti-hipertensivo é anulado, ou seja a pressão arterial pode voltar a subir. Use em vez de descongestionantes um spray de soro fisiológico (saline).
Se o/a leitor(a) usa acetaminofeno para tratar dores, acautele-se com a quantidade, pois muitos medicamentos contêm este fármaco que pode causar danos ao seu fígado em doses elevadas. Não se esqueça de ler o rótulo!
Para quem toma hormonas tiróideias sintéticas, tenha cuidado com os comprimidos de ferro e cálcio, para além de muitas multivitaminas. O cálcio e o ferro podem reduzir a absorção da hormona tiróideia, e como tal reduzir o seu efeito. Tome os comprimidos para a tiróide 2 horas antes ou 4 horas depois de tomar suplementos de cálcio, ferro, ou multivitaminas.
Finalmente, para os leitores que tomam as estatinas (exemplo, Lipitor®) para baixar o colestrol (e quem não as toma hoje em dia), tenha cuidado em tomar ao mesmo tempo certos medicamentos para a acidez do estômago como o omeprazole, que podem causar aumento dos níveis das estatinas, o que pode pôr em risco o seu fígado, músculos e rins. Como muitos tomam esta combinação de medicamentos deverá sempre conversar com o seu médico ou enfermeiro de família sobre os riscos e benefícios possíveis.
Haja saúde!