Welcome To Paradise

 

 

Estas são as três palavras que o presidente da Câmara do Comércio de Nápoles, na Flórida, no Guia da cidade para o ano de 2019, usa para dar as boas-vindas a todos os seus visitantes. Uma cabeleireira explicava a uma cliente: Life is not real in Naples.

Todos os anos, canadianos e americanos, na fuga da frigidez dum Inverno imperdoavelmente rigoroso, seguem bandos de aves rumo à Flórida onde se aquecem no calor de um clima ameno. São snow birds a caminho do sunny state na antecipação da troca do snow suit pelo bathing suit. A eles, se junta muita gente de origem hispânica e doutras partes do mundo. Ouvem-se diversas línguas estrangeiras numa atmosfera de tom e cor cosmopolitas.

Nos meses de Fevereiro e Março do presente ano, a minha mulher e eu rumamos na direção de Nápoles, situada no Golfo do México, na costa Oeste do estado da Flórida. Segundo o censo de 2017, a cidade de Nápoles terá uma população residente de 17,948 habitantes, mas a população flutuante, durante os meses de Inverno, aumenta este número consideravelmente. O movimento hoteleiro e de restaurantes bem o indicam.

Nápoles, cidade jovem, uma vez considerada como tendo o número mais elevado de milionários em todo o mundo, é uma cidade alegre, com casas e edifícios elegantes, com avenidas e ruas amplas, decoradas com uma vegetação tropical cuidadosamente manicurada. Por todo o lado, vêem-se zonas residenciais (gated communities) que pela sua extensão e beleza parecem ser cidades dentro da cidade.

É aqui também que os idosos à mistura com os mais novos procuram a Fonte da Juventude. Os Fitness Centers multiplicam-se e são procurados por gente de todas as idades e limitações. Nápoles esmera-se e orgulha-se por dar longevidade e qualidade de vida aos seus residentes. O sol, uma nova esperança na manhã de cada dia, ao fim da tarde atrai multidões para o verem desaparecer, em quiescência noturna, no mar da cidade.

Uma gastronomia apetitosa, representante de múltiplas etnias, mantem um ritmo de serviço acelerado, por toda a cidade, todos os dias da semana e pela noite dentro. São de destacar localidades como a Fifth Avenue South, Mercato, Third Street South, The Village or Venetian Bay. Os restaurantes, que são servidos por empregados, numa maioria, vindos de diferentes partes do mundo, transbordam pelos passeios. Há os que tiram partido da Happy Hour que poderá ir das três às seis da tarde.

Centros comerciais espaçosos e de alta qualidade e preço satisfazem a mais sofisticada clientela. A moda sai à rua em elegância e cor. – Interessante será notar que não há parquímetros nas ruas e que os parques de estacionamento são gratuitos.

O boletim de 2019 publicado pela Câmara do Comércio de Nápoles aponta uma lista de razões que podem entusiasmar alguém a escolher esta cidade como destino residencial. A sua situação marítima com uma costa cheia de praias. O ser reconhecida pela famosa revista Forbes como um centro de crescimento económico e possibilidades profissionais em vários sectores, nomeadamente na tecnologia e construção. Lugar de segurança e bem-estar. O sector escolar com bom ranking no ano transato. É a capital do mundo em golfo. Quer como espectador ou participante, Nápoles oferece um mundo de oportunidades em formas de arte como o teatro, a música, a pintura, escultura, e dança. A sua relativa proximidade de outras cidades e centros de interesse. Assistência médica de alta qualidade quer em medicina de intervenção quer em medicina preventiva.

De Nápoles, na Itália, o provérbio diz “See Naples and die”, Arthur John Stuart prefere dizer “See Naples and live”. Estou convencido que quem visitar Nápoles, na Flórida, durante o Inverno, chegará à mesma conclusão. É que Life is not real in Naples.