O mundo foi formado, não para alguns, mas para todos!

 

 

Quando o mundo foi formado,

Deus moldou de certos modos

P’ra que o mundo fosse dado

Em igualdade p’ra todos!

 

Que fique ainda de aviso

Eu sei no que irão pensar,

Que o mundo era um paraíso,

Mas disto não vou falar!

 

Isto é o que está escrito,

Com o livre arbítrio que temos,

Esquece-se o que está dito

E, fazemos o que queremos.

 

Claro, quem mal apronta,

Vai somando esta maldade

Depois, vai pagar a conta,

No juiz d’Eternidade!

 

Um outro assunto que eu cobre

E vida fora aparece

Porque há o rico, o pobre,

Como é que isto acontece!

 

Então fiquei matutando,

Como foi acontecendo,

Com uns, em dinheiro nadando,

Outros à fome morrendo!

 

O mundo foi na verdade,

Quando ele foi repartido,

Sempre com certa igualdade

Por governos dividido!

 

Como as nações se formaram

Não vou entrar na história,

Fica p’rós qu’isto estudaram,

Eu, falo da minha memória!

 

Algo que li, não sei quando,

Muitos anos, já passados,

Que agora estou recordando,

Isto é, só alguns dados!

 

Estas terras que tomaram,

Uns semearam p’ra dar,

Os outros, abandonaram,

Não quiseram trabalhar!

E vamos nós comparar:

Quem semeou, bem lucrou,

Teve o outro que comprar,

Vender as terras que herdou!

 

Quem trabalhou, foi vendendo,

Do modo que lhe convinha,

Das vendas enriquecendo.

O outro, perde o que tinha!

 

Depois, p’ra se sustentar,

Já pobre, em puro lamento

Teve que ir trabalhar

P’ra ganhar o seu sustento!

 

Com tudo que aqui indico,

E que ainda hoje ocorre,

Quem trabalhou, ficou rico,

Quem descansou, ficou pobre!

 

Este caso, na verdade,

Se for bem compreendido,

Pode até não ser verdade,

Mas, faz bastante sentido!

 

O mundo, que Deus nos valha,

Continua ajudando,

Quem estuda, quem trabalha,

E o que vão dos pais herdando!

 

O que já nasceu cansado,

Saudável, ronha aguda,

Vai vivendo do Estado

E a pobreza nunca muda!

 

Mas, vou lembrar o doente,

Com uma vida sofrida,

Precisa ajuda decente,

Todos tem direito à vida!

 

P.S.

VAMOS UNIR O MUNDO

 

Há que evitar arrelias,

Que o diabo as apronta.

Esta vida são dois dias

E este, já vai na conta!

 

Vamos andar de mãos dadas,

Esta vida se encerra

Em quatro tábuas pregadas

E sete palmos de  terra!

 

Ao próximo, não faças mal,

Vamos seguir o Senhor,

Uns aos outros, em geral,

Haja somente o Amor!

 

O Amor é tão preciso,

Que o Amar mutuamente

Forma já um Paraíso,

Um Céu para toda a gente!

 

 

É prestação ideal

Para o Juizo final!