Dia de Ação de Graças, “Thanksgiving” tão necessário para pedir a Deus Paz, Saúde, Amor pelo próximo, entre o povo e governantes deste mundo!

 

Todo o mundo necessita
De ter Deus mais apegado,
Numa prece bem aflita,
A pedir ser ajudado!

Não ter Deus, ideia errada,
Deus, é todo o conteúdo,
Sem Deus, nós não somos nada,
Porque Deus é que é tudo!

Vamos pedir e rezar,
Numa prece merecida,
Só Deus nos poderá dar,
Paz, Amor na nossa vida!

Só Deus fará que aconteça,
Por todo este mundo fora,
Deitar cérebro na cabeça
De quem não o tem agora!
Como tal, vamos juntar,
O mundo em prece fervente,
P’ra que Deus nos escutar,
A dor que cada qual sente!

Deus, quer nos dar ajuda,
Somos livres para agir,
Mas, pedindo tudo muda,
Só precisamos pedir!

E quem não pede, ouçam bem,
Como vai Deus ajudar?
Todo livre arbítrio tem,
Deus nos deu, não vai tirar!

O à vontade que temos
E que é por nós usado,
Fazendo o que queremos,
Deus nos deu, não é tirado!
O Nosso Deus e Senhor,
Depois de algo nos dar,
Não é ELE um ditador,
Para nos dar e tirar!

Ele tem força e poder,
De fazer tudo a seu jeito.
Deus foi, é e irá ser
Sempre o maior, mais perfeito!

Mas, vamos do coração,
Pedir em prece ao Senhor,
Sua maior compaixão,
A Paz, Saúde e Amor!

O mundo, amigos meus,
Está em tal desunião,
Que, somente a Mão de Deus,
Pode ser a salvação!
Por isso, há que se rezar,
Unidos, o mundo inteiro,
Para Deus nos vir salvar,
Deste martírio verdadeiro!

Como tal Senhor, pedimos,
Ajuda por compaixão,
Se suas Leis, não seguimos,
Por compaixão, seu perdão!

A Terra foi-nos legada,
Com tudo quanto preciso,
P’ ra que fosse bem tratada.
“Não ouvimos vosso aviso!

Ignorado, esquecido,
Pondo a Terra de um jeito,
Que o mundo anda destruído,
Por todo o seu desrespeito!…”

Senhor, com gosto profundo,
“Se bem que não se merece,”
Que se junte todo o mundo,
Por seu PERDÃO numa prece!

P. S.

O uso do Perú neste dia, porquê?

O peru, não há razão
De seu uso, amigos meus.
Não pertence à devoção,
De se dar Graças a Deus!

A ideia que me resta,
De seus usos, seus destinos,
Principiou numa festa,
Com Índios e Peregrinos!

Esta festa se fazia,
Com muita satisfação,
P’la boa safra que havia,
Princípios desta nação!

Hoje, com gosto profundo,
Nação… A melhor do mundo!