“João Cagão”, o novo rosto do humor luso-americano

 

 

Paulo Salgueiro, conhecido elemento da comunidade portuguesa desta região, pelo seu envolvimento na política e em causas que promovam a cultura portuguesa, tenta a sua sorte agora como humorista, ele que sempre senti em si a paixão pela comédia. Criou a personagem de “João Cagão”, já sucesso nas redes sociais, o meio mais mediático de divulgação desta sua nova aventura.

Portuguese Times - Como e quando surge esta nova figura de humor, o João Cagão?
Paulo Salgueiro - “Comecei a publicar vídeos engraçados online em 2019 mas o personagem “João Cagão” surgiu em março deste ano”.

PT - Durante algum tempo esteve na política, o que o fez mudar para uma nova atividade?
PS - “Ainda estou envolvido na política e na comunidade. Esta é outra forma de retribuir à comunidade. Sempre adorei comédia e gostava de fazer piadas e fazer as pessoas rirem. Nunca postei online e então um dia decidi postar online e tive uma ótima reação. Especialmente durante esta pandemia, a comédia é mais necessária na minha opinião. Recebo mensagens de pessoas de todo o mundo agradecendo por fazê-las rir porque precisavam. Nunca sabemos o que as pessoas estão passando e se um vídeo que eu crio pode fazê-las rir e esquecer os seus problemas um pouco, isso deixa-me feliz e me leva a fazer mais. A comédia é incrível porque enquanto estamos rindo, esquecemos nossos problemas em nossas vidas naquele momento”.

PT - Quais os temas que apresenta e como faz pesquisa para o humor?
PS - “O meu objetivo é fazer rir mas também promover a cultura portuguesa ao mesmo tempo. A minha comédia é multifacetada. Faço alguns vídeos sobre coisas que deixam o João Cagão louco. São situações típicas que encontro e faço um vídeo explicando a situação e depois, com uma voz raivosa, explico por que isso me deixou louco. Por exemplo, pessoas que não usam a máscara adequadamente e não cobrem o nariz enquanto a usam. (Este é o meu vídeo mais visto). Também faço vídeo de culinária onde o João Cagão ensina a cozinhar comida tradicional portuguesa mas também tem que jogar comédia ao fazê-lo. Também faço vídeos ao vivo no Facebook onde danço músicas portuguesas. Traz espetadores de todo o mundo para ouvir música portuguesa e dançar em casa enquanto ouvem a música enquanto eu danço. Durante minhas apresentações ao vivo, a primeira metade é comédia stand up e a segunda metade é João cantando e dançando canções portuguesas que João sempre diz “Shake Your Cu”.

PT - Quais as suas referências e influências nesta arte de fazer rir?
PS - “O meu objectivo ao criar a personagem João Cagão é homenagear os imigrantes, nomeadamente os portugueses / açorianos mas qualquer pessoa se identifica com ele. (João Cagão é um imigrante da ilha de São Miguel que se mudou para a América). João Cagão é tio, pai, irmão, etc. É alguém que todos conhecem ou com quem se identificam. Diz diz e faz coisas que qualquer português decente, ou com quem tenha crescido, pode se relacionar. As influências são os imigrantes, famílias e entes queridos. No entanto, também adoro comediantes americanos mais velhos, como Abbott e Costello, Jackie Gleason, programa Honeymooners, Three Stooges e Don Rickles e outros”.

PT - Qual tem sido a reação do público?
PS - “Tive um feedback muito positivo da comunidade, é uma sensação incrível. Recebo mensagens todas as semanas me agradecendo por fazê-los rir e comentários de pessoas de todo o mundo dizendo que eu os lembro de um membro da família que age de maneira semelhante! Na verdade, fiz a minha primeira actuação ao vivo nos Amigos da Terceira em Outubro. Eu fiz dois shows por semana um do outro. O primeiro show esgotou na mesma semana em que o show foi anunciado! Isso é algo que espero continuar fazendo por nossa comunidade. É uma sensação incrível ter um feedback tão positivo. O Facebook de João Cagão já tem mais de 9.600 seguidores”!

PT - Será um projeto para durar nesta sua faceta de humorismo?
PS - “Vou continuar com esse humor porque é benéfico para o mundo. Também ajuda a promover nossa cultura para aqueles que podem não estar familiarizados com ela”.

PT - Como se comunica com o público, em inglês ou em português ou utiliza os dois idiomas?
PS -  “Uso os dois idiomas. João Cagão fala um inglês quebrado. Ele tem sotaque quando fala. Como diria o João…. Mesma coisa só diferente! Nunca podemos esquecer de onde viemos. Por João Cagão falando em português ele também está ensinando aos descendentes de portugueses que não conhecem a língua algum vocabulário. No final das contas, estou extremamente orgulhoso de ser português. Tive a sorte de estar imerso em nossa cultura e não gostaria de tê-lo de outra maneira”.

 

• Francisco Resendes