Comunidade de Rhode Island prestou um último adeus a Elisabete Peixinho

 

 

Numa grande manifestação de pesar, a comunidade de East Providence reuniu-se numa multidão calculada em mais de 300 pessoas num último adeus a Elisabete Peixinho, que sucumbiu à terrível e devastadora doença do cancro, aos 73 anos de idade. Pelas 10:00 da manhã do passado sábado, 11 de janeiro, os acessos à igreja de São Francisco Xavier estavam repletos de gente, num último e derradeiro adeus a Elisabete Peixinho.
Com a igreja superlotada, as cerimónias fúnebres foram presididas pelo padre José Rocha, tendo por coadjutores, o monsenhor Victor Vieira, padre José Rocha e padre Nathan Ricci.
Elisabete Peixinho foi casada durante 51 anos com John Peixinho, barbeiro de profissão em East Providence. Nascida em Lisboa, deixa, além de o seu marido, os filhos Michael Peixinho e sua esposa, Patricia Jarvis, Simone Peixinho, três netos, Olívia, Colin Peixinho e Cole Melo. Deixa ainda a madrasta, Maria U. Fernandes, em Pawtucket. Sobrevivem-lhe ainda os irmãos, Paul Fernandes, Cláudia Marques, Suzana Correira, Godsen Andrew Caetano.
Deixa sobrinhos em Lisboa e sua melhor amiga, Joyce Pierce. 
Elisabete Peixinho, trabalhou na indústria bancária durante 30 anos, tendo feito parte da sua carreira no então East Providence Credit Union que por longos anos foi o banco dos portugueses em East Provdidence, tendo-se reformado do Bank of America.
Liz ou “Nana Liz”, como era conhecida entre os familiares, adorava a suas viagens de férias para Aruba. Nos últimos 10 anos o “Team Nana Liz” conseguiu angariar mais de 30 mil dólares para a American Cancer Society. Será sempre lembrada pela sua amizade e classe “Feed Buddy”.
As cerimónias fúnebres à responsabilidade da Rebello Funeral Home, foram privadas. Tal como acima se refere, os amigos tiveram oportunidade de tomar parte na missa celebrada pela sua alma na igreja de São Francisco Xavier em East Providence.