Census 2020: “Numa resposta de 10 dias de operação do Censo 2020, já preencheram os formulários cerca de 43 milhões de pessoas”

 

 

- Marie Fraley, Palcus National Census Director 

 

CENSO 2020 já está no caminho. Portuguese Times, que tem desenvolvido uma minuciosa campanha em parceria com a PALCUS na pessoa da administradora do “Make Portuguese Count” nos EUA, Marie Fraley, desde a edição de 12 de fevereiro de 2020, prossegue hoje na caminhada de levar os portugueses a identificarem-se como grupo étnico, no Censo de 2020.  

PT - “Make Portuguese Count” na campanha do Censo 2020 em tempos atribulados do coronavírus...
Marie Fraley - Esta é a sexta entrevista de uma série publicada no Portuguese Times tendo por base o Censo U.S. 2020 e a razão da sua importância para a comunidade portuguesa. 

PT - O Censos 2020 já começou e toda a gente é obrigada por lei a participar, mesmo em tempos complicados do coronavírus.
 Marie Fraley - O Censo 2020 começou há duas semanas, quando foram enviadas 330 milhões de cartas aos proprietários de casas nos EUA, convidando a responder ao Censo online. Milhares de lusoamericanos e lusodescentes residentes pelos EUA já responderam escrevendo a palavra “Portuguese” na pergunta  Raça/Origem.

PT - O coronavírus causou enormes mudanças nas últimas semanas. Será que o Census terá continuidade. 
Marie Fraley - O Censo 2020 terá a sua realização, tal como estava planeado. Graças a Deus, teve um excelente princípio. 
Os relatórios iniciais mostram que 14.1 por cento da nação já preencheram os formulários, numa resposta a 10 dias de operação do Censo 2020. Isto são cerca de 43 milhões de pessoas. O estado de Rhode Island está a responder muito bem com 16.8 por cento, quando a média da nação é 14.9 por cento. 
O estado de Massachusetts respondeu na ordem das 15.2 por cento, para 14.3 pr cento da média da nação. A comunidade portuguesa está a ser uma grande ajuda, com estes resultados. Temos de continuar até atingir a contagem completa, que precisamos.  

PT - Porque é que é tão importante escrever “PORTUGUÊS” na pergunta Raça/Origem?
Marie Fraley - Os portugueses não foram contados como grupo étnico no último CENSO 2010, deixando-nos com a informação ZERO. Isso dificulta o ensino da língua portuguesa nas escolas públicas, assim como olicitar subsídios para serviços sociais e estudos de doenças relacionados com os portugueses. E ter uma voz forte, por parte dos nossos luso eleitos”.

PT - Como é que posso responder ao CENSUS?
Marie Fraley - Pode responder ao CENSO em três maneiras diferentes e leva apenas 10 minutos.
1. No seu computador, laptop, tablet ou telefone celular, através do www.my2020census.gov.
Pode selecionar “Português” na parte inferior para responder em português. Em seguida, marque a identificação da carta que recebeu do Census Bureau. Ou selecione “Não tenho número de código” e escreva o seu endereço. Continue a preencher o formulário para cada pessoa em sua casa, lembrando-se de escrever “PORTUGUÊS” na Raça/Origem.
2. Através do telefone, marcando gratuitamente 844-330-2020 para falar com um rececionista na língua portuguesa ou em inglês para 844-330-2020. 
Não se esqueça de dizer “Português”, para a sua Raça/Origem para cada um na sua família. 
3. Em papel pelo correio: Se não responder online ou por correio até 8 de abril, receberá um formulário em papel para enviar para o Census Bureau. Novamente, lembre-se de escrever “PORTUGUES” na pergunta Raça/Origem. Os formulários em papel são apenas em inglês e espanhol.
Nota: Mencione todos os que vivem em sua casa, familiares ou não. Não se esqueça de mencionar crianças com menos de 5 anos. Bébés recém-nascidos. Muitas vezes não são contados. 

PT - O que acontece se não responder ao Censo?
Marie Fraley - Se não responder ao CENSO até o final de abril, um oficial do Censo irá a sua casa para preencher o formulário. Farão 12 tentativas até o encontrar até 31de julho de 2020.

PT - O que é que o Governo vai fazer com as minhas informações?
Marie Fraley - As informações são privadas e seguras. A informação não pode ser facilitada, por lei, a qualquer agência governamental. 
O Census Bureau não mantém arquivos individuais. Apenas querem estatísticas, números. Quantas pessoas vivem no país, nos estados, cidades e vilas. As respostas online são destruídas logo que arquivadas. 
O Census 2020 não pede: Social Security, cartão de crédito, local de trabalho ou quanto ganha. 

PT - O que se deve saber sobre estudantes universitários e idosos vivendo em instalação de vida assistida?
Marie Fraley - Os estudantes universitários que não moram em casa, mas sim em dormitórios de faculdades, não são contados, como vivendo com as famílias, mas sim individuais. É fácil responderem online. A partir de 12 de março pode ir a www.my2020census.gov. e selecione “Não tenho código” e marque a direção do dormitório. Continue a responder às perguntas. Lembre-se de escrever “PORTUGUESE” na pergunta Raça/Origem.
Os idosos que vivem em lares de idosos devem ser ajudados por suas famílias, que podem responder online ao Censo.
As famílias têm de preencher o formulário e escrever a palavra “Portuguese”. Mas repito, a família. Se forem os responsáveis pela casa de idosos estes não o farão.

PT - Como posso obter ajuda se não possuo computador?
Marie Fraley - Primeiro peça a um familiar. Filho ou neto, para ajudar a preencher o formulário online. A outra alternativa serão as bibliotecas públicas, que estão equipadas com computadores. Temos o caso das bibliotecas públicas de New Bedford, onde existem funcionários que falam português prontos a ajudar.

PT - Como é que sei que oficial do Censo que vem à minha porta, não é um impostor?
Marie Fraley - Se respondeu ao formulário do Censo online ou pelo correio, ninguém vem bater à sua porta. Os oficiais do Censo usam uma sacola oficial. Usam identificação com foto. Deverá estar alerta. Se solicitarem informação financeira ou dinheiro. Neste caso, já estamos perante um vigarista.