Amigos da Terceira, onde uma matança de porco acaba por ser um acontecimento sócio-cultural

 


Ranchinhos de Arlindo e Amigos Açorianos deram 
a sua achega à tradição da noite

Os Amigos da Terceira esgotaram uma vez mais a lotação das mais de 300 pessoas, na iniciativa anual da matança de porco.
Mas aqui aposta-se num elenco artístico que ultrapassa a linguiça, a morcela, o inhame, os torresmos, se bem que isto também seja motivo de atração das pessoas, e sendo assim subiram ao palco dois ranchinhos de matança.
O Arlindo das danças de carnaval e o Papoila das cantorias, comandaram os ranchinhos que deram o seu contributo a uma noite de matança que brilhou nos Amigos da Terceira.
Quando de Peabody veio um autocarro com 50 pessoas é significativo da promoção que aquela organização merece mesmo a norte de Boston. 
Mas as grandes iniciativas, sempre com casa esgotada, não se ficam por aqui. 
No próximo sábado, 18 de janeiro de 2020, vai subir ao palco, vindo da ilha Terceira a dança de carnaval “Baile Delas”.
Promete, alegria, boa disposição.
Mas antes da estreia carnavalesca de 2020 junto dos Amigos da Terceira será servido o jantar. Sopa, salada, roast beef com batata. Filetes de peixe com arroz. Sobremesa e café. As portas abrem pelas 6:30 e o jantar será servido pelas 7:00. As entradas serão de 30 dólares para sócios e 35 para não sócios. 
Como e tendo em conta os acontecimentos anteriores, os interessados terão de reservar antes que a lotação esgote.