Marie Fraley distinguida “Marshall” da parada do Dia de Portugal/Rhode Island 2020

 

 

Marie Fraley foi distinguida como “Marshall” da Parada do Dia de Portugal/RI/ 2020. 
Uma distinção que já havia sido atribuída, mas não aceite, por ausência do país, devido a motivos de ordem pessoal. 
Esta ação traduz-se em várias iniciatias que têm pesado bem fundo no êxito das celebrações do dia de Portugal/RI. 
O Festival Waterfire, o movimento de angariação de fundos, um sorteio de uma carro, novo, o calendário lusófono, o seu consequente sucesso junto dos alunos de português e lusodescendentes. Foram na ordem das largas centenas os que concorrem para os doze eleitos, um por cada mês do ano.
Tudo isto e muito mais, foram degraus na passadeira do sucesso da entrada, no program anual das celebrações.
Sem esquecer as relações com o Rhode Island College e a sua integração, nas celebrações.   
E quem está a par dos meandros das festividades, pode juntar aos seus conhecimentos, que Marie Fraley, foi uma descoberta de Rogério Medina. E com ela trouxe uma nova visão das celebrações. O prolongamento da integração, iniciada pelo vice-cônsul.
Mas isto são passagens históricas que só encontram eco no Portuguese Times, pois que tem sido este o único orgão de comunicação lusa nos EUA que tem acompanhado as celebrações nos seus feitos mais relevantes.  
Mas a coroa de glória de Marie Fraley foi o festival Waterfire, que na sua primeira integração, nas celebrações do Dia de Portugal/RI/2012 movimentou mais de 35 pessoas, numa só noite. 
Um Waterfire que deslumbrou o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e comitiva, na histórica visita a Providence, onde ascendeu a chama da Portugalidade nas celebrações do Dia de Portugal, fora de Portugal, que não virá repetir em qualquer outra parte do mundo luso.  
Mas se por acaso, não conhecia Marie Fraley, passou a conhecer através da campanha “Make PORTUGUESE Count”, que Portuguese Times vem apresentando desde 12 de fevereiro de 2020 e em que Marie Fraley é PALCUS National Census e PALCUS Director em Rhode Island. 
Foi Marie Fraley que escolheu os entrevistados que foram explícitos no preenchimento dos formulários do Censo 2020.
Foi Marie Fraley que escolheu Portuguese Times para ser o principal veículo de promoção do Censo 2020 que já teve o seu inicio. E que, como pode ver nesta edição, com grandioso êxito. 
E é esta Marie Fraley que vai desfilar na parada do Dia de Portugal/RI/2020, que começa na excelência da entrada da State House em Providence e conclui no deslumbre de um arraial entre os mais sofisticados hotéis, torres de habitação de milhões de dólares e edifícios de escritórios de grandes nacionais.
 Mas e o mais importante, num clima de integração. Quando Jorge Elorza, mayor de Providence, faz entrega das Chaves da Cidade, ao Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa,
acompanhado de Theresa Agonia, vice-chefe de gabinete, temos aqui um excelente momento de integração, que realça a nossa presença em Rhode Island. 
 São estes os exemplos, para que Marie Fraley tem contribuido desde a sua integração nas comissões das celebrações do Dia de Portugal/RI.
Marie Fraley, neta de portugueses vindos da ilha de São Miguel. Nasceu em Providence. Cresceu numa pequena comunidade portuguesa junto à igreja de Santo António em Riverpoint, RI. Concluiu o West Warwick High School em 1968. Foi a primeira da família a concluir um curso universitário. Frequentou a Universidade de Rhode Island com B.A (1972) e M.S. (1974) na especialidade de Speech-Language Pathology. Aplicou os seus conhecimentos junto dos alunos dos departamentos escolares de Providence e Cumberland por mais de 20 anos.
Foi em procura das raízes à ilha de São Miguel, com paragem na Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada. Ali não só encontrou as raízes, como desconhecidos familiares. Para aprender mais português, registou-se no Rhode Island College, no que seria o rastilho para um ainda maior despertar do interesse pela língua, cultura e tradições portuguesas. 
Acabaria por ajudar a criar o Instituto Português e Estudos Lusófonos do Rhode Island College de que assumiria a posição de Diretora até à reforma em 2018. 
O Rhode Island College pode oferecer um Mestrado nos Estudos Portugueses no Departamento de Línguas Modernas, sob a administração de Sílvia Oliveira.
A sua ligação às celebrações do Dia de Portugal/RI acontece desde 2004, assumindo a presidência em 2008. 
Foi a responsável pela entrada do WaterFire festival nas celebrações com estrondoso êxito em 2017.
A sua mais recente e dignificante iniciativa tem sido a posição de PALCUS National Census Director. 
“Make Portuguese Count” que nos primeiros 10 dias de campanha mostra um êxito que se vai manifestar no final.   

 

• Fotos texto de Augusto Pessoa