Proposta para restabelecer a pena de morte em Massachusetts

Apresentada na Legislatura estadual uma proposta de lei para restabelecer a pena de morte em Massachusetts para um grupo restrito de criminosos: pessoas condenadas por assassinar um policial.

 

Massachusetts proibiu oficialmente a pena de morte em 1984, mas a pena capital não é executada desde 1947. Ao longo dos anos, as tentativas de restabelecer a pena de morte não ganharam força ou foram rejeitadas pelos legisladores.

O governador Charlie Baker já tinha manifestado apoio à pena de morte pelo assassinato de um policial, mas reconheceu que é improvável que a ideia ganhe força.

O projeto de lei H3773 foi nomeado “Chesna-Gannon” em homenagem ao agente da polícia de Yarmouth Sean Gannon e ao sargento da polícia de Weymouth Michael Chesna, que foram mortos no cumprimento do dever em 2018 e ambos em idênticas circunstâncias.

Sean Gannon foi morto em abril de 2018 por um indivíduo que o agrediu com uma pedra e apoderou-se da sua pistola. O homicida, Thomas Latanowich, é acusado de assassinato em primeiro grau e aguarda julgamento.

Michael Chesna foi morto em julho de 2018 quando perseguia um suspeito que a polícia de Weymouth diz estar dirigindo de forma imprudente depois de embater numa viatura.

Segundo a polícia, o homem identificado como Emmanuel Lopes, atingiu Chesna na cabeça com uma grande pedra depois de ser perseguido a pé, e mais tarde apoderou-se da arma de Chesna e atirou nele várias vezes.

Emanuel Lopes, que é acusado de matar Chesna e uma testemunha idosa, também aguarda julgamento.