A centenária igreja de Nossa Senhora do Rosário festejou a padroeira e o Senhor Santo Cristo dos Milagres

 

 

A igreja de Nossa Senhora do Rosário, que se ergue imponente no bairro do Fox Point em Providence, tem conseguido sobreviver a várias gerações ao longo de 133 anos.
Lá no assento eterno onde subiram, se memórias desta vida de consentem, os fundadores desta nobre presença portuguesa, em terras dos EUA, devem estar orgulhosos pela forma como, 133 anos depois, se pode olhar para a igreja de Nossa Senhora do Rosário como um marco histórico e relevante da nossa presença em terras americanas.
Como sabemos que o distinto padre Jack Oliveira, pastor na igreja do Monte Carmo em New Bedford, vai ler esta crónica, damos a mão à palmatória, e sublinhar que a primeira igreja portuguesa nos EUA, é a igreja de São João Baptista, na cidade na baleeira, infelizmente encerrada. Sendo assim, a mais antiga, em atividade e graças a Deus, cheia de vida e saúde, é a igreja de Nossa Senhora do Rosário em Providence, que esteve em festa no passado fim de semana.
O estado de Rhode Island, sendo o mais pequeno, é o maior em presenças centenárias. 
Igreja Nossa Senhora do Rosário, Providence (133 anos). Associação D. Luís Filipe, Bristol (127 anos), Phillip Street Hall (119 anos) Teófilo Braga Club (102 anos) Igreja Santa Isabel, Bristol (104 anos).
Igreja São Francisco Xavier, East Providence. (103 anos), Clube Social Portugues, (100 anos).
E agora não nos venham dizer na RTPi que uma oganização na área de Newark, com 92 anos era a segunda mais antiga nos EUA. 
Mas o marco relevante é a igreja de Nossa Senhora do Rosário.
A procissão de velas era o ponto de referência na sexta feira das festas. A noite caiu e os típicos arruamentos do bairro do Fox Point eram, iluminados pela luz das velas. No ar ouvia-se uma Avé Maria. E rezada pelo monsenhor Victor Vieira, a mais ilustre e relevante figura do clero português. O grande obreiro da igreja (também já centenária de São Francisco Xavier, depois de uma passagem memorável pela igreja de Nossa Senhora de Fátima em Cumberland. 
Ao lado do padre Joseph Escobar e já na procissão de domingo, estava sob o pálio o padre Victor Silva, pároco, na igreja de Santo António, West Warwick. Distinguia-se ainda entre o clero, o padre José Rocha, pastor na igreja de São Francisco Xavier.
Os andores, cuidadosamente enfeitados, eram transportados por jovens e menos jovens, na procissão de domingo, que Portuguese Times tem imortalizado ao longo dos anos. 
Como já o referimos em detalhe nunca é de mais realçar a obra de Ramiro Mendes junto daquela igreja, asim como da banda de Nossa Senhora do Rosário e sem esquecer as Grandes Festas do Espírito Santo da Nova Inglaterra e estas a movimentar mais de 250 mil pessoas. 
São gente desta têmpera inseridos em presenças de vulto, que mantém bem alto o nome da comunidade.
São gente desta envergadura que fazem esta região dos EUA, única em iniciativas grandiosas e significativas.
São gente de experiência feita, que têm gosto na preservação da nossa etnia. E que Portuguese Times arranca ao anonimato.  

 

• Texto e fotos: Augusto Pessoa