A polícia alerta para a presença de ursos negros no sudeste de Massachusetts

 

A polícia alerta os residentes a ficarem vigilantes para o aparecimento de ursos negros nos condados de Bristol e Plymouth.
O Departamento de Polícia de Taunton colocou na sua página no Facebook que um urso preto macho tem sido visto a vaguear em várias localidades.
“Os ursos são muito comuns em outras partes do estado, no entanto são visitantes relativamente raros na área de Taunton”, diz o post.
Devido à presença de ursos negros, a polícia recomenda aos moradores que removam dos seus quintais os alimentadores de pássaros, o lixo contendo restos de comida e até mesmo galinhas, patos e apiários, que atraem os ursos esfomeados.
Os ataques de ursos a humanos são raros, mas têm aumentado. Os restos mortais de uma mulher de 39 anos de idade que tinha desaparecido quando saiu a passear os seus dois cães, numa área rural do Colorado, foram encontrados no mesmo dia pelo namorado, com sinais de que tinha sido atacada por um urso.
As autoridades florestais acabaram por abater três ursos que estavam na área: uma fêmea de urso negro adulta e dois ursos com cerca de um ano de idade, e foram encontrados restos mortais humanos no estômago do urso adulto e numa das crias.
Em Montanha, um guia florestal foi atacado e morto por um urso quando pescava num rio, os guardas florestais que socorreram o guia também foram ameaçados pelo animal e tiveram que o abater.
O aumento do número de ataques de ursos intriga os americanos. Embora milhares de ursos vivam em liberdade nos Estados Unidos e no Canadá, os incidentes envolvendo seres humanos são relativamente raros. Foram mortas 65 pessoas nos últimos 100 anos. Por isso mesmo, os zoólogos estão intrigados com uma série recente de ataques.