Aumentam os suicídios no condado de Bristol

 


O condado de Bristol, que abrange New Bedford, Fall River e Taunton, as cidades com maior número de portugueses,  está experimentando um aumento no número de mortes por suicídio de acordo com estatísticas fornecidas por um grupo local de prevenção.
Embora não se possa dizer com certeza, a pandemia de coronavírus pode desempenhar um papel devido ao isolamento físico e social, perda de emprego, dificuldades financeiras e ansiedade geral do período que atravessamos.
O rev. David Lima, presidente da  Greater New Bedford Suicide Prevention Coalition, disse que, segundo as estatísticas fornecidas pelo escritório do procurador do condado de Bristol, até 15 de maio morreram este ano 29 pessoas por suicídio no condado de Bristol. Dessas pessoas, 10 residiam na área da Grande New Bedford, que a coligação define como a cidade de New Bedford e vilas próximas, como Acushnet, Dartmouth, Fairhaven ou Freetown.
Os números são muito mais altos do que foram no ano passado e superam os números em 2018, quando houve um pico. No geral, em 2017, 17 pessoas na Grande New Bedford, das 60 pessoas no condado, morreram por suicídio. Em 2018, o número de pessoas que morreram por suicídio saltou para 27 na Grande New Bedford, de um total de 86 pessoas no condado de Bristol, e em 2019 voltou para 17, de 54 pessoas no condado.
“O problema do suicídio é que as pessoas que estão naquele lugar, naquele momento, vêem isso como uma solução, mas é uma solução permanente para o que geralmente é um problema avassalador, mas solucionável”, disse Lima. Os Samaritanos de Fall River/New Bedford, que operam uma linha direta de emergência gratuita e confidencial (866-508-4357 / 508-673-3777) para pessoas que se sentem ansiosas, isoladas, deprimidas, solitárias ou suicidas, descobriram que 46% dos chamadores locais este mês mencionaram o Covid-19 como causa da sua depressão, de acordo com dados recolhidos de 1 a 18 de maio.