José Cesário assume pela quarta vez a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas

 

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, nomeado, quinta-feira, pelo Governo, regressa a uma função que já ocupou nos XV, XIX e XX governos constitucionais.
José Cesário, eleito, mais uma vez, nas eleições de 10 de março, pela Aliança Democrática (AD) no círculo Fora da Europa, é um veterano do parlamento, deputado desde 1983, e um velho conhecido dos emigrantes, assumindo pela quarta-vez a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.
Natural de Viseu, o social-democrata de 65 anos, que também foi nomeado secretário de Estado da administração Local no XVI Governo constitucional, tem sido o rosto no PSD nas questões da Emigração, sendo, de resto, o atual coordenador das Comunidades Portuguesas no partido.
José Cesário foi secretário-geral adjunto do PSD de 1988 a 1990, secretário da Mesa da Assembleia da República na VI e VIII legislaturas e vice-presidente do grupo parlamentar social-democrata na XIII Legislatura.
Licenciado em Administração e Gestão Escolar através de Diploma de Estudos Superiores Especializados, foi professor do Ensino Básico, membro da Direção do Sindicato de Professores da Zona Centro e fundador da Associação Nacional de Professores do Ensino Básico.
Entre as condecorações e louvores com que foi distinguido, registam-se a Grã-Cruz da Ordem do Cruzeiro do Sul da República Federativa do Brasil, Oficial da Ordem do Mérito do Grão-Ducado do Luxemburgo e Medalha de Mérito Municipal de Viseu.
José Cesário foi fundador da Tendência Estudantil Reformista (TER) em 1978, juntamente com Carlos Pimenta, António Fontes e Carlos Coelho, e fundador e dirigente do grupo cultural “Proveta”, em Viseu, entre 1977 e 1981.
O novo secretário de Estado das Comunidades foi ainda presidente do conselho Fiscal do Rancho Folclórico de Ranhados e do Clube Académico de Futebol, em 1994 e 1993, e ainda presidente da Assembleia Geral do Futebol Clube de Ranhados entre 1992 e 1993.
O Presidente da República aceitou, dia 04, a lista de 41 secretários de Estado proposta pelo primeiro-ministro, Luís Montenegro, para o XXIV Governo.
De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa “recebeu hoje do primeiro-ministro” a proposta do conjunto de secretários de Estado, que aceitou.
A posse dos secretários de Estado ocorreu sexta-feira,  no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa. O primeiro-ministro e os 17 ministros do XXIV Governo Constitucional tomaram posse dia 02.