Modelo brasileira desaparecida em New York foi encontrada a vaguear em White Plains

 

A modelo brasileira Eloisa Pinto Fontes, 25 anos, que foi dada como desaparecida em New York no dia 4 de junho, foi encontrada na tarde de sábado (9) em White Plains, no estado de New York, que fica a cerca de 30 minutos de comboio do centro de Manhattan. Um transeunte cruzou-se com a modelo na rua, aparentemente desnorteada e chamou a polícia, que a identificou.

Segundo testemunhas, Eloisa caminhava visivelmente desorientada. Foi levada para um hospital de White Plains. O seu estado de saúde é considerado estável.

Representada pela Agência Marilyn de New York, Eloisa estava na cidade desde fevereiro fazendo alguns trabalhos e esteve na agência, na Union Square na manhã do dia 4.

Levava uma pequena mala e disse ao seu agente, Paulo Fernando Santos, que pretendia sair do local onde estava hospedada e que tencionava ir ao consulado brasileiro, que fica próximo à Grand Central Station, para tirar um passaporte novo, pois tinha perdido a carteira com todos os documentos na sexta-feira anterior. Às 10h30m, saiu da agência e levou algum dinheiro dizendo que iria ao consulado requerer novo passaporte. Levou um iPad, mas não deu mais notícias e não foi a um casting que estava marcado.

Nascida numa pequena cidade do interior de Alagoas, Eloisa deixou o Brasil desde muito jovem para tentar carreira como modelo no exterior. Foi casada e tem uma filha, Azzurra, que vive com o pai, o modelo russo Andre Birleanu, de 41 anos, que ficou conhecido pela sua participação no programa americano “America’s most smartest model”. Eloisa e Andre conheceram-se em 2012, em São Paulo, e casaram em 2014, mas acabaram por se separar.