Fátima em Ludlow realiza os festejos de 30 de agosto a 2 de setembro, esperando-se milhares de pessoas

 

 

Simplesmente impressionante. Milhares de pessoas, deverão voltar a convergir ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Ludlow, Ma. para as celebrações marianas, que ali se realizam anualmente com uma adesão cada vez maior.  
Mais de 30 mil fiéis  vão voltar a desfilar aos pés da Virgem Maria durante a Sagrada Eucaristia pelas 6:30 da tarde de domingo, 1 de setembro, seguida de procissão, numa demonstração impar de fé, no seio da comunidade lusa em terras americanas, e direi mesmo no mundo.
Mas as 30 mil pessoas registaram-se num só dia, com os restantes dos festejos a movimentar número idêntico ou superior, o que vem tornar as celebrações de Fátima em Ludlow a manifestação lusa nos EUA a movimentar mais gente da nossa gente.
O santuário mariano de Ludlow bem se pode considerar a Meca dos portugueses devotos da Virgem Maria.
Um conjunto de sete naves sendo a central a maior de acesso à porta principal do templo, são encimadas pela torre sineira, cujo toque convida ao retiro e oração. O altar tem por fundo a imagem do Pai irradiando luz com figuras de anjos povoando o espaço azul. Mais abaixo uma réplica da última ceia. Ladeiam todo este conjunto de grande beleza e imaginação uma imagem da aparição da Virgem Maria e do lado contrário um conjunto de raios apanhados nas mãos por dois anjos num simbolismo do Espírito Santo. 
O resguardo entre o coro e a parte de baixo da igreja é mais uma obra de arte de apurado artista. O azulejo prolifera  e recria a basilica de Fátima ladeada pela irmã Lucia e Jacinta.  Francisco é relembrado numa foto ao lado do coro, sem, esquecer o papa João XXIII. 
Mas há mais. O santuário em sucalcos mostra na base o formato de uma cruz no chão em cimento, que gradualmente vai enchendo com o copo de vidro onde arde a chama da esperança da vida do crente a quem a saúde tem sido adversa. 
Em frente e já na direção da capela um brilhante conjunto escultório, mostra a os três pastorinhos em adoração à Virgem Mãe. Os crentes têm local para se ajoelharem e oferecer as suas orações à padroeira da igreja portuguesa de Ludlow, que ali leva anualmente milhares de pessoas. 
Um pouco sobre a direita está o fontenário de Santo António e onde uma vez mais está patente a arte do ajulejo.
No topo a elavação está a capelinha  onde anualmente é celebrada a missa campal. Mas uma missa campal que reúne 30 mil pessoas. Uma multidão que faz do santuário de Nossa Senhora de Fátima em Ludlow, a réplica mais fidedgna da Cova da Iria em 13 de Maio.
É um espetáculo impressionante e de rara beleza quando após a missa milhares de velas nas mãos dos fiéis se ascendem em adoração à Virgem.
Aqui temos mais uma réplica da Cova da Iria, onde as pessoas se fazem acompanhar de farneis, quando ali vão em peregrinação nos dias 12 e 13 de Maio. Mas já que falamos em farneis, estes são motivo de reunião familiar pelos relvados do santuário em Ludlow. Há mesmo quem levante pequenas tendas, que dão para proteger do sol ou mesmo de algum chuvisco, sob a qual é estendido o farnel de onde todos comem. São aos milhares, mas recebidos por um conjunto de infraestruturas, desenhadas para facilitar uma visita o mais comoda possivel, na esperança de repitação anual. 
Na nossa deslocação em serviço de reportagem para o Portuguese Times ali encontramos caras conhecidas, que não perdem a oportunidade de tomar parte nas mais significativas celebrações marianas nos EUA. 
Mas a devoção deve estar acompanhada da diversão e assim temos um programa recheado de talentos.
Assim, sexta-feira, 30 de agosto pelas 6:00 da tarde temos o grupo Menáge de Toronto. Pelas 9:30 o grupo Trailer Trash. No sábado, 31 de agosto, pelas 8:00 sobe ao palco Daniel Sousa. Ao virar das 9:30 será lançado o fogo de artificio. Diretamente da Califórnia vem Joey Medeiros, que atua pelas 10:00 da noite.
O domingo, 1 de setembro terá pelas 11:00 a missa campal em português, celebrada pela padre José Silva que vem de Braga. Pelas 3:00 terá inicio o festival folclóricio, em que atuam. Rancho Folclórico do Clube Português de Hartford, CT; rancho folclórico do Alto Minho de Norwood, Ma.; Rancho Folclórico Recordações de Portugal, New Bedford, Ma. Segue-se o grupo das concertinas e uma desgarrada com Daniel Sousa. Pelas 6:00 sorteio da rifa anual. 
Pelas 6:30 missa campal em ingles,  seguida pela Procissão de Velas. Pelas 9:00 atuação de Zé Zé Fernandes vindo de Ponte da Barca. 

 

• Texto e fotos: Augusto Pessoa