Na Caneta de um Emigrante

 

 

“O Rugir do Leão”

 

• Texto: Paulo Almeida

 

Nunca tive dúvidas que Bruno era o grande triunfador da assembleia, mas tinha reservas quanto às percentagens, a minha expectativa é que poderia ser um marcador com resultados mínimos.

O rompimento com alguma comunicação social é uma rutura que não concordo, mas aceito, aceito porque hoje nós percebemos porque estamos tanto tempo sem ganhar, são cartilheiros pagos para falar mal do Sporting, alguns deles pagos com os impostos de todos os portugueses.

Os pedidos do presidente aos sportinguistas não são virgens. Outros de outras latitudes até bem próximas de Alvalade já o fizeram no passado, hoje eles não necessitam de romper com as más línguas, porque simplesmente as línguas hoje muito sujas falam pelo preço de uma cartilha. É preciso ter cuidado com o instigar à violência, é im­perioso colocar um travão nas massas revoltantes, não vamos copiar os muitos e maus exemplos de outros no passado. NÃO SOMOS ME­LHORES, MAS SOMOS DI­FE­RENTES. Com­prar, ver e ouvir depende de cada um nós. Bruno não exi­giu mas aconselhou, sugeriu o boi­cote, esse fica à con­sideração de cada um de nós.

Os discursos começam a mudar até a barraca abana, tremem que nem varas verdes, já pensam 2 vezes antes de dizer um simples ai. A partir de hoje o Leão é mesmo o Rei da Selva, podemos não ganhar com Bruno, mas sem ele estamos mais perto da derrota, mais perto do nada. Já quebrámos a barreira do “não vão ganhar nada”. Outras vão ser derrubadas com o tempo, não tenhamos ilusões. Este pode não ser o caminho do êxito mas será certamente o caminho para o respeito. À justiça o que é da justiça, à política o que é da política, ao futebol o que é do futebol. Ainda é cedo para se avaliar os resultados de tamanho tsunami, mas às vezes é necessário fazer guerra para se atingir a paz.

O mundo sabe que algo vai mudar, o mundo português e do futebol, claro, o meu e o nosso SPORTING não mais será ESMAGADO, TRITURADO, CALUNIADO pelos maus profissionais jornalistas portugueses. Vamos proteger o nosso presidente, vamos ser uma família. Por cada leão que cair outro se levantará. Eis o Sporting, porque somos ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO e GLÓRIA.