Romarias quaresmais em Massachusetts e Rhode Island

 

Um xaile pelos ombros, um lenço ao pescoço, uma cevadeira às costas, um terço e um bordão na mão. É a indumentária do romeiro. Aquele penitente que percorre as caminhos e veredas da ilha de São Miguel. Agrupam-se em ranchos, que durante uma das semanas da Quaresma fazem penitência. Rezam por eles e pelos outros. Visitam todas as igrejas onde haja exposta a imagem da Virgem Maria. É através da Mãe que querem chegar ao Filho. Isto acontece na vida real. Este grupo de crentes e penitentes, foi inicialmente conhecido por visitas às Casinhas de Nossa Senhora e com origem nos terramotos e erupções vulcânicas.

Fall River, “capital da açorianidade nos EUA”, tal como o disse Carlos César na qualidade de convidado às Grandes Festas do Espírito Santo da Nova Inglaterra, foi o berço de mais esta tradição junto da igreja do Espírito Santo. Podem ser grupos de 30, 40 ou mesmo 300.

O máximo é atingido em Sexta-Feira Santa, quando cerca de 300 ou mais percorrem a velha cidade dos teares. Saem da igreja do Espírito Santo, com 114 anos de existência. Páram na igreja de São Miguel com 116 anos de idade e já na caminhada de regresso páram na igreja do Senhor Santo Cristo, com os seus bonitos 126 anos. Como se depreende, estamos no seio de presenças centenárias e históricas a acolher a romaria. As romarias iniciaram-se junto da igreja do Espírito Santo, em Fall River. Começaram a ramificar-se por outras comunidades.

E assim acontece a 10 de março a Romaria da Nova Inglaterra. Esta é uma penitência de uma semana.

Por sua vez, a comunidade paroquial da igreja de Santo António em Taunton, com 115 anos de existência, acolhe a romaria  a 17 de março.

A cidade baleeira, que alterna a saída da romaria entre as igrejas do Monte Carmo e Imaculada da Conceição, vai ver sair a romaria em Sábado de Ramos, 24 de marcø.

Vamos para a cidade de Pawtucket, no estado de Rhode Island, onde José Pimentel, após uma visita ao Canadá, lança a ideia junto dos paroquianos da igreja de Santo António que já ultrapassou os 90 anos de apoio religioso à comunidade. E lá está Clemente Anastácio, um dos fundadores da Irmandade do Espírito Santo a dar a sua ajuda.

A romaria passa a realizar-se em Domingo de Ramos, que este ano acontece a 25 de março.

Mas o entusiasmo não se fica por Pawtucket e a acolhedora vila de Bristol cria junto da centenária igreja de Santa Isabel a sua irmandade. Esta também acontece em Domingo de Ramos.

E voltando ao estado de Massachusetts, temos a grande romaria da igreja do Espírito Santo, onde começou o reviver desta tradição. Acontece em Sexta-Feira Santa a 30 de março de 2018. Aqui são mais de 300 romeiros a caminhar pelas ruas de uma cidade em que em cada esquina ainda se fala em português.

E cá temos mais uma edição de consulta em que se pode orientar para ver passar as romarias, ou se for o caso, encomendar uma oração. Quer seja pelos caminhos e veredas de São Miguel ou pelas estradas da Nova Inglaterra, o romeiro faz o trajeto com a mesma fé.

Diremos até com mais arrojo, dado estar em terras de outras gentes, onde superficialmente se podera ter conhecimento desta jornda de oração, mas que dão abertura ao reviver dos nossos costumes e tradições.

 

 

 

 

A comunidade de Taunton tem a romaria a 17 de março

João Medeiros, natural do Livramento, com 22 anos de romarias iniciadas aos 9 anos na terra natal, foi mestre no Rosário da Lagoa. Com 14 anos de mestre, desde 2001 que desem­penha aquelas funções nas romarias de Taunton, junto da igreja de Santo António, numa cidade de reconhecida comunidade portuguesa.

A romaria quaresmal em Taunton tem lugar a 17 de março (sábado), com con­centração no salão paro­quial da igreja de Santo António pelas 6:00 da manhã. Após a concen­tração, o mestre acompanha o beijar da cruz ao mesmo tempo que vão sendo conta­dos os irmãos que vão tomar parte na romaria.

Após os irmãos serem recebidos na igreja de Santo António,  tem início a roma­ria, pelas 7:00 da manhã.

A igreja da Sagrada Família (East Taunton) deverá ser visitada pelas 9:45. Pelas 11:45 a romaria deve passar pela igreja da Anunciação. Ao bater da 1:00 da tarde o grupo deverá visitar a igreja de Santo André, onde será servido um almoço rápido.

No prosseguimento da romagem de oração, a igreja de São Judas deverá ser visitada pelas 3:30.

E de rosário na mão des­dilhando Avé-Marias, os romeiros chegam pelas 5:30, precisamente à igreja de Nossa Senhora do Rosá­rio. E na longa caminhada de oração e tradição a romaria chega à igreja de Santa Maria pelas 6:20.

E já na parte final, pelas 7:00 da noite os romeiros chegam à igreja de Santo António em Taunton.

 

New Bedford revive a romaria a 24 de março

As romarias quaresmais em New Bedford, cidade piscatória de grande percentagem portuguesa, têm este ano lugar a 24 de março.

Esta manifestação da religiosidade das nossas gentes teve início em 1996 junto da igreja do Monte Carmo pela mão de Tobias Baptista quando ali prestou serviço o padre Henrique Arruda.

A romaria de New Bedford saia anualmente, alternando entre as igrejas de São João Baptista (mestre António Faria), igreja do Monte Carmo (mestre Tobias Baptista) e Imaculada Conceição (mestre António Pacheco). Com o encerramento da igreja de São João, as romarias passaram a alternar entre Monte Carmo e a igreja da Imaculada Conceição.

Este ano é precisamente este pilar da religiosidade das gentes do sul da cidade de New Bedford que acolhe as orações iniciais da romaria, pelas 6:15 com missa a celebrar pelas 7:00 da manhã.

O mestre Tobias Batista trouxe consigo na bagagem das recordações, para terras de outros usos e costumes, mas onde se dá espaço para as iniciativas étnicas.

Após o terço pelas 6:15 e missa pelas 7:00 a romaria deixa a igreja do Carmo, pelas 8:00. Ao bater das 8:10 a romaria fará uma paragem na igreja de Santiago.

Pelas 8:45 surge a igreja de Nossa Senhora da Assunção. E prosseguindo a romagem, surge pelas 9:10 a capela de Nossa Senhora da Conceição. Pelas 9:45 os romeiros fazem uma paragem na igreja de Saint Lawrence. Ao bater das 10:30 a romaria deverá ter pela frente a igreja de Nossa Senhora do Purgatório. E a romaria na sua jornada de oração deixa o sul de New Bedford e entra no norte, com a primeira paragem na igreja de Santo António pelas 11:40.

 

Pelas 12:15 percorrendo o norte da cidade de New Bedford, o grupo faz uma paragem na igreja da Imaculada Conceição onde os romeiros terão direito a almoço.

 

E mantendo a jornada de oração pelas 1:50 o grupo está na igreja de São José.

Por sua vez a igreja de Santa Maria será visitada pelas 2:35 e a igreja de Santo Killans pelas 3:35. Um pouco mais afastada fica a igreja do Holy Name pelas 5:00.

 

E já no decorrer das últimas paragens do dia, temos pelas 5:45 a igreja de São Francisco de Assis. O regresso à igreja do Monte Carmo, está prevista para as 6:30 com missa a ser celebrada pelas 7:00 da tarde.

 

 

 

 

Romaria de Pawtucket a 25 de março (Domingo de Ramos)

Fundada no ano de 1996 por iniciativa de José Pi­mentel, natural da Ribeira Grande e radicado em North Providence, a ro­maria de Pawtucket está ligada à igreja de Santo António.

Com uma adesão cres­cente dos 75 romeiros iniciais, já ultrapassam os 100 nas romarias mais recentes e tudo leva a crer que este número cresça ainda mais. Era na altura John Baker, padre da igreja de Santo António que embora nas­cidos nos EUA acolheu a romaria, após se ter certi­ficado do signifi­cado da­quela tradição.

A ideia de José Pimentel, surge pelo conhecimento das romarias em São Mi­guel e ao saber, através de familiares, do seu inicio no Canadá.

Aderiram à ideia de José Pimentel, Fernando Faria (já falecido) natural do Pilar, Bretanha e que seria o primeiro mestre. Rogério Oliveira, contra mestre, Albano Carvalho que procedia às orações, natural da Varzea, Ginetes, Antó­nio Leitão, pro­curador das almas, António Andrade e Clemente Anastácio.

Após o falecimento de Fernando Faria, passa a mestre Albano Carvalho que se tinha iniciado aos 7 anos na Varzea, Ginetes, e António Leitão, a contra mestre. José Pimentel, António Andrade e Cle­mente Anastácio, mantêm a coordenação da romaria.

Por sua vez Fábio Car­valho e Niveryo Carvalho e ainda Jorge Pacheco, são os ajudantes do mestre nas orações.

A concentração dos ro­meiros no salão padre Fernando Freitas será pelas 5:00 da manhã. Pelas 5:30 os romeiros partem para a igreja de Santo António, onde são esperados pelo padre José Rocha, que procede à bênção dos ca­minhantes.

A saída da igreja de Santo António, para a romaria tem início pelas 6:00 da manhã. Ao bater das 6:30 os romeiros visi­tam a igreja de Santo Eduardo, no decorrer da sua caminhada de oração.

A igreja de São João Batista será a terceira a visitar, o que deverá acontecer pelas 7:00 AM.

Segue-se a igreja de Santa Maria, pelas 7:30. Como curiosidade, foi nesta igreja que se celebrou missa em português, antes da construção da igreja de Santo António.

Daqui os romeiros, des­cem a rua, atravessam a ponte sobre o Blackstone River e dão entrada no parque de estacionamento do clube Social Português onde será oferecido um pequeno almoço. Após esta paragem a romaria parte na direção do cemitério de Santa Maria onde deverá chegar pelas 10:00.

Após as cerimónias no cemitério inicia-se a cami­nhada de regresso à igreja de Santo António, onde será celebrada missa pelas 12:00 horas. Findas as cerimónias os romeiros dirigem ao salão paroquial para a refeiçã econvivio.

 

Romaria de Bristol a 25 de março (Domingo de Ramos)

Com mais de 20 anos de existência a romaria de Bristol é mais uma enquadrada no contexto das celebrações quaresmais.

Com a caracteristica de ter a sua realização na mais típica vila de Rhode Island, empresta todo o seu tipicismo ao reviver de uma tradição num quadro de ruas estreitas semelhantes a uma freguesia açoriana.

O responsável pela romaria  é Luís Silva. O mestre é Alvaro Rego da Conceição, Ribeira Grande, que tomou parte nas romarias em São Miguel.

Fazem ainda parte do grupo responsável Manuel Tavares, Fernando Brum e Manuel Hilário. Na qualidade de mestres da romaria, por lá passaram, José Ferreira e António Medeiros, já falecidos.

A concentração terá lugar pelas 6:00 da manhã no salão paroquial da igreja de Santa Isabel, após o que se seguem as cerimónias que antecedem a romaria, que terá inicio pelas 7:00 da manhã.

Depois de os romeiros terem deixado a igreja de Santa Isabel, fazem a primeira paragem na igreja de Santa Maria (8:00) ao que se segue a igreja do Monte Carmo ( 9:15), Columbus Fathers (10:30) Santa Maria (11:00) regresso à igreja de Santa Isabel (12:00).

 

 

Romeiros de Fall River saiem à rua em Sexta Feira Santa, 30 de março com mais de 30 anos de romarias

• Serão mais de 300 irmãos a desfilar pela velha cidade dos teares

 

A comunidade portuguesa de Fall River tem sido palco de grandes iniciativas de caráter sócio cultural. Não é por acaso que é apelidada de “capital dos portugueses nos EUA”.

Desde as Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra a movimentar mais de 200 mil pessoas, passando pelas festas do Senhor Santo Cristo, São Miguel, Espírito Santo, festejando os seus padroeiros, com grandes manifestações de fé, temos a juntar a este calendário a maior romaria da Nova Inglaterra com cerca de 300 romeiros.

“Esta iniciativa partiu de José Simões (natural da Ajuda, Bretanha e António Medeiros (Santa Bárbara, Ponta Delgada) já falecidos, quando em 1984 organizaram o primeiro rancho de romeiros.

Após o falecimento dos dois fundadores assumem o cargo de mestre, António Faria (Santo António Além Capelas) e Eduardo Ferreira (Ajuda, Bretanha”, sublinhou o coordenador da romaria João  Jacob, natural dos Remédios, Bretanha.

A concentração dos romeiros será pelas 6:15 da manhã no salão paroquial após o que se dirigem à igreja do Espírito Santo para as cerimónias que antecedem a saída da longa caminhada, que terá inicio às 7:00 da manhã.

Entre o arrastar das Avé Marias a romaria estará na igreja de Santo António pelas 7:45. A igreja do Santo Nome já um pouco mais afastada recebe os romeiros pelas 9:00 da manhã de Sexta Feira Santa.

Com mais uma hora de caminhada o grupo de oração chega à igreja de São Miguel, um marco de relevo da comunidade lusa em Fall River) onde lhe será servido um almoço rápido.

Após esta paragem os romeiros dirigem-se à igreja de São José, onde deverão chegar pelas 11:00 da manhã.

Com mais um hora e quinze minutos de caminho, os romeiros entram na zona histórica da Columbia Street e entram na igreja do Santo Cristo o terceiro marco histórico da presença católica em Fall River.

Subindo a Columbia St os romeiros visitam a Catedral de Santa Maria pela 1:30 da tarde.

Percorrendo a Main St a romaria mantém a sua caminhada entre presenças portuguesas até que chega à igreja de Sant’Anne pelas 2:15 da tarde.

Mais uma hora entre orações e pedidos encomendados de Avé Marias e ao bater das 3:15 a romaria visita a igreja do Bom Pastor.

E já na direção do ponto de partida surge a igreja da Santíssima Trindade pelas 5:30 da tarde.

E já na parte final da romaria o regresso à igreja do Espírito Santo

acontece pelas 6:15 da tarde, após  que se segue o período de orações.

Os romeiros tomam parte no Enterro do Senhor pelas 8:00 em volta das ruas circunvizinhas da igreja. A procissão será acompanhada pela banda de Nossa Senhora da Conceição Mosteirense.

 

• Fotos e texto de Augusto Pessoa