Portugal incluído na World Marathon Challenge

 

Renee DeMarsh, 52 anos, de Sandwich, no Cape Cod, Massachusetts, é professora de educação física numa da escola de Carver há 20 anos, e é atleta, maratonista , tendo participado recentemente numa experiência única, a cha­mada World Marathon Challenge, uma série de maratonas que se correm em sete continentes em apenas uma semana, a última quais foi ao longo de South Miami, correndo as derradeiras 16 milhas com a filha de 22 anos, Kenna.

A corrida foi o sétimo em sete dias consecutivos em sete continentes diferentes, uma experiência e uma façanha que ela compartilhou com outros 47 corredores. Os participantes são transportados para os quatro cantos do globo para competir numa variedade de climas, fazendo pouco mais do que correr, comer, dormir e fazer grandes voos de avião. Por isso foi uma participação cara e serviu para pôr à prova a aptidão física e resistência dos atletas, bem como os seus recursos financeiros.

A prova começou em  Novolazarevskaya, na Antártida e passou depois por Cape Town, África do Sul; Perth, Aus­trália; Dubai, Emirados Árabes Unidos; Lisboa, Portugal; Cartagena, Colômbia; e finalmente Miami. Ao longo de uma semana, Renee DeMarsh fez um total de 183 milhas de corrida e mais de 50 horas de voo, tendo gasto mais ou menos o preço de um carro novo, mas não disse quanto.

Renee terminou em terceiro lugar entre as 12 mulheres participantes e voltou com nove medalhas. Mas não foi o único participante do Cape Cod.

Dave McGillivray, que dirigiu durante  30 anos a Maratona de Boston e dirige presentemente a Falmouth Road Race, também competiu na World Marathon Chal­lenge e terminou em 13º entre os homens.