Os 40 anos da Portuguese United for Education

 

 

O dia 31 de agosto chegou e já se foi e nenhum dos vários órgãos de comunicação de informação locais, que eu saiba, noticiou a atual direção da Portuguese United for Education, Inc., entidade legalmente responsável pelo funcionamento da escola oficial portuguesa de New Bedford, a que agora chamam Discovery Language Academy, pretendia de qualquer forma comemorar o 40.º aniversário da sua fundação. Talvez foi esquecimento, não sei, pois só e apenas a atual comissão executiva da P.U.E. poderá responder a isso. Mas para benefício daqueles que desconhecem como nasceu aquela organização, abro o livro da minha memória, e abaixo explicarei o que aconteceu há quarenta anos:
A antiga escola oficial portuguesa do Clube Fé e Pátria, um pequeno grupo sem estatutos próprios e nunca incorporado pelo estado de Massachusetts, que desde 1929 vinha a ensinar em New Bedford a língua de Camões aos filhos dos nossos imigrantes, simplesmente encerrou as portas e deixou de existir após meio século de meritória atividade. A sua última presidente chamava-se Matilda Abreu. Perante este cenário os pais dos alunos, eu incluído, viram-se confrontados com a necessidade de formar uma organização cuja missão seria abrir uma nova escola para os seus filhos, ficando eles ao mesmo tempo responsáveis pelo seu funcionamento. Muitos foram os que participaram nas diversas reuniões que conduziram à formação da primeira comissão executiva; à eleição dos seus primeiros diretores e ainda à escolha do próprio nome da nova organização que passou a ser chamada Portuguese United for Education. Também foi esta comissão executiva que elaborou e aprovou os estatutos que regem a organização e, após a devida petição ao estado, no dia 31 de agosto de 1979, a secretaria de estado de Massachusetts aprovou a incorporação da P.U.E. passando esta a chamar-se Portuguese United for Education, Inc..
Seguiu-se a assinatura do contrato com a diocese, e a obtenção de seguro, para a abertura das aulas, em setembro daquele ano, nas salas da escola da Imaculada Conceição, e a escola aí se manteve com grande custo durante três anos. Em 1982, graças à ajuda do então superintendente escolar, Paul Rodrigues, nosso amigo já falecido, foi assinado um contrato entre o presidente da P.U.E. e o então mayor John Markey, e após algumas obras de renovação, a escola passou a funcionar na antiga Clifford School, na Coggeshall Street, em condições bastante vantajosas, e aí se manteve até 2016. A partir de então a escola tem vindo a funcionar no DeMello’s International Center, na Union Street, e embora a organização continue registada em Boston como Portuguese United for Education, Inc., a escola é agora conhecida por Discovery Language Academy.
Como primeiro presidente fundador da P.U.E. julgo que foi infeliz a ideia da mudança do nome, mas o futuro se encarregará de me dar ou não razão, e o que mais importa é que a escola continue a funcionar bem e a organização faça aquilo para que foi criada, ou seja: o ensino da língua e cultura portuguesa para benefício da comunidade luso-americana desta área... Não se pode ignorar nem se deve, com uma pincelada apagar o passado.
Mas não poderia deixar passar o 40.º aniversário da P.U.E. sem aqui prestar a minha homenagem àqueles que, há quarenta anos, arregaçaram as mangas e fizeram aquilo que era preciso ser feito. Foi graças ao seu trabalho e empenho que nasceu a Portuguese United for Education, Inc. em 1979. Também, da mesma forma, presto aqui homenagem à memória das pessoas que, em 1929, fundaram a primeira escola oficial portuguesa de New Bedford, a escola do Clube Fé e Pátria.
Com receio de esquecer algum nome, que foram tantos, não mencionarei todos aqueles e aquelas, alguns já falecidos ou ausentes, que contribuiram  para o nascimento da P.U.E., Inc.. Recordo com saudade os que Deus já chamou a si, e agradeço do coração aos demais que, estando ainda vivos, se podem orgulhar do seu esforço e daquilo que fizeram pela nossa comunidade. Assim, e por muitos e longos anos, aqueles que se propuseram dar continuidade à nossa obra o façam sempre, e unicamente, para o bem da comunidade e da língua e cultura portuguesas. Feliz aniversário.

 

Jorge S. Medeiros
New Bedford, Mass.