Amigos da Terceira abrem programa das Festas do Espírito Santo 2022

 

As festas do Divino Espírito Santo, do Centro Comunitário Amigos da Terceira, abrem o programa das festas e romarias do verão 2022, com um programa bem ao gosto das nossas gentes.
As festividades têm início a 22 de maio de 2022:
- 12:00, abertura do restaurante. Pela 1:00 da tarde acontece o tradicional enfeitar do gado. Ao bater das 2:00 o programa enche com um tradicional e típico Pézinho do Bezerro, com os seguintes cantadores: Eduardo Papoila, Eduardo Puim, Victor Santos e Zé Nandes, vindo do Canadá.
Segunda-feira, 23 a 25 de maio, pelas 7:00 recitação do Terço. Quinta-feira, 26 de maio, pelas 5:30, recitação do Terço. Segue-se jantar de ferçura/carne guisada, oferecido a todos os presentes. Segue-se Cantoria ao desafio e desgarrada com Zé Nandes e Victor Santos.
Sexta-feira, 27 de maio, pelas 5:00, recitação do Terço. Jantar pelas 7:00 da noite. Gala do Fado/Prémio 9 Estrelas.

Subindo ao palco Catarina Candeias, Dinis Paiva, Alison DaSilva acompanhados por Emanuel Coelho e José Silva. Serão atribuídas 9 Estrelas a 9 açorianos que se distinguem pela sua ação comunitária. 
A ementa do jantar será: sopa, salada, galinha com molho de cogumelos com arroz, bacalhau à Zé do Pipo, sobremesa e café.

Sábado 28 de maio, pelas 10:00 da manhã, bênção e distribuição de esmolas e ofertas a benfeitores. Pelas 5:00, recitação do Terço.

Domingo, 29 de maio, pelas 11:00 da manhã: missa de coroação. Cortejo e distribuição do bodo de pão e vinho. Função. Segue-se concerto pela banda do Clube Juventude Lusitana. Atuação de rancho folclórico. Exposição de carros de bois de toldo. 
Espetáculo com Zé Nandes “O Forró”. Recitação do Terço. 

Vai ser a prova de fogo de Carlos Ramos, ladeado pela sua esposa Mariana, vão fazer o que de melhor estiver ao seu alcance. Mas para isso fizeram-se rodear de uma ativa direção que se apresentou à comunidade, através do Portuguese Times, pois que “se não é visto... não existe” e todos eles dispostos a trabalhar e vencer querem ser vistos e reconhecidos. 
Não é vaidade. É a realidade do ser humano. E a foto e o texto é a sua forma de reconhecimento ao que muitas vezes se junta uma placa.
“Ditosa Pátria que tais filhos tem”, pilares de sustento da etnia portuguesa e das grandes iniciativas, tais como as festas do Espírito Santo, que passaram a merecer o merecido destaque, após a nossa entrada para o Portuguese Times.