Como viver com o seu coração

 

 

Não se trate a si próprio — quem faz isso tem um louco por médico...

Comentário de Joseph Garland, M.D., Editor, “New England Journal of Medicine”.

 

É perigoso, para um amador, confiar em remédios caseiros para aliviar uma dor ou  qualquer outro sintoma. Em primeiro lugar porque a causa do sofrimento pode ter raízes mais profundas. Se houver um alívio temporário, acalma e esquece  os seus receios e poderá então estar a contribuir para atrasar o tratamento de qualqwuer doença mais grave. Em segundo lugar porque, em maior ou menor grau, todos os medicamentos alteram o funcionamento do corpo. Quando os medicamentos forem usados sem discernimento, por uma pessoa não familiarizada com os seus efeitos no organismo, então poderão trazer mais prejuízos que benefícios. Em terceiro lugar, porque um indivíduo médio, ainda que com treino médico, raramente é capaz de analisar as suas próprias queixas, duma maneira objectiva. POr outras palavras, poderá dar demasiada importância a uma simples indisposição e ignorar os  primeiros sintomas de outras doenças mais sérias.

O único caminho seguro é procurar o conselho do seu médico e então seguir rigorosamente o tratamento que ele recomendar.

Traduzido e impresso com autorização

da American Heart Association, Inc.

 

 

Você que me lê

Se tem a tensão alta

 

saiba que a doença é grave pelas suas complicações

mas que estas são evitáveis com poucos cuidados

 

– o controlo tem de ser médico, mas a medição pode ser feita por enfermeiro ou por familiar.

– pode precisar de seguir uma dieta ou de usar pouco sal, mas muitas vezes o meedico recomendará tão somente dois comprimidos por dia, seis dias na semana

– entretanto não se esqueça: emagrecer, andar a pé e não fumar!

 

Mais um conselho: se você tem a tensão alta é muito possível que outras pessoas de sua família (pais, irmãos, ou filhos) a tenham também ou venham a ter. É melhor verificar!