Matança de porco à moda da Ribeira Quente mudou de salão mas redobrou o entusiamo

 

Mais de quatrocentas pessoas acorreram na noite do passado sábado ao salão da banda de Nossa Senhora dos Anjos ao norte da cidade de New Bedford para reviver e celebrar a tradição da ma­tança de porco. Promovida pela Associação Cultural Sau­dades da Terra, de New Bedford, tratou-se da ma­tança à moda da Ribeira Quente, como vem sendo habitual por esta altura do ano. São mais de duas décadas que os naturais daquela localidade do sul da ilha de São Miguel levam a cabo e sempre com grande aderên­cia de forasteiros, proveni­en­tes não só desta região como ainda de outras áreas distantes.

Num ambiente de festa, camaradagem e reencontro, lá fomos encontrar o presi­dente da ACST, Daciano Melo, bem acompanhado por uma ativa comissão, que não tem mãos a medir para que a iniciativa se revista do maior sucesso. E efetivamente assim tem sido ao longo destes anos, mercê não apenas do trabalho da ativa comissão constituída por cerca de duas dezenas de elementos (maridos e esposas) como também por voluntários.

Na cozinha fomos encon­trar um grupo incansável de senhoras que preparavam a refeição, cuja ementa era naturalmente constituída por torresmos, morcela, chouriço, inhame, batata, etc., que depois seria servi­do aos presentes, tudo bem regado com o vinho e a cerveja.

O produto da festa, como habitualmente, reverteu em favor de diversas institui­ções da Ribeira Quente, em S. Miguel, nomeadamente a filarmónica, a igreja e cabazes de Natal destinados a famílias mais carenciadas, numa ação coordenada entre a Associação Cultural Saudades da Terra e a junta de freguesia da Ribeira Quente.

“Esta tradição exige muito trabalho por parte dos nossos corpos diretivos e voluntários, nomeadamente na preparação da refeição, proveniente de três porcos, de produtos para arremata­ção, pastelaria variada, etc., e eu só tenho a agradecer a toda esta boa gente”, disse ao PT o presidente da ACST, Daciano de Melo, que se mostrou muito satisfeito pelo sucesso de mais esta matança de porco.